domingo, 20 de setembro de 2009

1888? Ou 1885?* Ou será que não sei ler?





(*Falando bem e depressa estou positivamente a #$%$&-^~ para a data. Mas há quem não esteja porque sem dúvida a data de edição dos Maias e a data inscrita na minha edição são questões de fundo, pertinentes e com certeza inadiáveis.)

E como tudo tem a sua origem este post nasce aqui.)

3 comentários:

Ovinho Estrela(do) disse...

Esses senhores do Círculo de Leitores mereciam uma palmada!
Isso não se faz. Um erro grave e que induz em erro, prejudicando fortemente a leitura e compreensão da obra. Afinal, tudo aquilo aconteceu 3 anos depois daquilo que tu e mais 29823947247 portugueses, sócios do Círculo de Leitores, pensavam... Grave. Muito.

Ora aí tens uma boa desculpa para, definitiva e decididamente, não terminares a tua leitura! E que te devolvam o dinheirito, 'tá? Que isto não pode ficar assim!

Ali os chineses é que a sabem toda! Dois pontos de vista bem claros, pertinentes! Comentários críticos e bem fundamentados, se bem que o chinês das 16:13 se esticou um bocadito! Não era preciso ofender o senhor que andou de porta em porta a vender os livros. Mas é a sua opinião e espero que respeites e não apagues o comentário, que os chineses são de poucas falas, mas quando se manifestam fazem-nos de forma bastante intuitiva!

Isto quando permitia comentários anónimos era mais giro, oh Vanda! Era aquele suspense! ehehehehe :)

BeiJOKO!*

pensamentosametro disse...

Pronto, eu aqui a portar-me bem e vens tu partes a loiça toda. Apesar de tudo vou continuar a portar-me á minha altura, bem em cima do salto que há "coisas" que nem um olhar merecem...

Beijos.

Tita

Thunderlady disse...

Meninas, vá lá.. eu não quero estar aqui a dizer nada! Ahahahaha, se bem que isso não me impede de pensar...

(Por exemplo: "centenas" é plural. "Plural" é acima de "um". Centenas é plural de centena de onde se pode assumir que é acima de duas centenas.
Ovita, tu que estás no meio. O meu raciocínio está correcto?)