sábado, 23 de maio de 2009

So Thunder, what happened??

As coisas não vêm do que aconteceu esta semana, nem a semana passada, como alguns se aperceberam: as coisas já vêm, que eu me lembre, de há quase um ano atrás.

Sem entender o que motiva seja quem for comecei a receber comentários anónimos, daqueles antipáticos.
Sou uma pessoa que defende o direito de expressão, liberdade e esses et caetaras todos, mas também sei que a nossa liberdade acaba onde a dos outros começa.

Há um ano e pouco a coisa começou porque eu escrevi "cú". Já nem me lembro a propósito de quê é que escrevi mas escrevi (hei-de ir procurar). Foi o suficiente para que uma anónima caísse aqui e por aqui se instalasse de armas e sem bagagem sempre pronta a atacar. Foi nessa altura que escrevi até um post sobre "cu" e que acabou por ser transcrito para a rubrica "Blogs de papel" do Público.

Vai daí que a coisa continuou e depois amainou.

Volta e meia cá caía uma porcariazinha e em Outubro, farta já de outras coisas, fechei o blog. Encerrei um primeiro capítulo entre a abertura (Janeiro de 2007) e essa data.

Recomecei, procurei ser mais contida nalgumas coisas mas toca de virem aqui continuar a chatear. E acabei por pôr a moderação de comentários para ser eu a primeira a ler as coisas que se iam passando por aqui.
Dia 13 de Maio alguém talvez armada em virgem Maria resolveu fazer uma aparição e deixar umas profecias. Dos grandes vómitos que teve por aqui só foram publicados alguns, não gosto de censuras mas não posso admitir esticanços.

A gota de água foi uma ameaça que recebi via comentários.
O meu mail está disponível por algum motivo mas optaram pela ameaça cobarde.

Liberdades de expressão à parte, não posso permitir situações destas.

A ameaça está esclarecida mas no ar ficam sempre os outros comentários.

Seja porque motivo for quem não gosta não lê, não precisa ficar por aqui a envenenar a vida dos outros.



Por isso, quem vier por gosto é bem-vindo. Quem vem destilar fica à porta.

11 comentários:

Júlio disse...

Eu ainda não percebo o porquê de haver pessoas assim, com necessidade de tanto destilar... mas pronto, que as há, há...

Eu venho por gosto, como já sabes. Blog aberto ou a convite, não deixes de escrever e obrigado pelo voto de confiança. ;)
**

Rapunzel disse...

Gentinha frustrada e desocupada...

Sem Jeito disse...

só doentes por aí!!
ainda bem que nao deixaste o blog de vez, como tanta gente tem feito por causa dos anónimos!

pensamentosametro disse...

Ninguém melhor que eu, talvez, para falar em anónimos, já tive de tudo como na farmácia, desde blog criado de propósito para me axincalahr que eu sou especial, tenho uma frustrada, uma frustrada não, a frustrada que a troco ainda não sei bem do quê me tem um ódio mortal, bem a mim e a Deus e todo o mundo mas o meu é especial.

Como sabes esta anónima que te levou a fechar agora apoquenta-me há muito, não só mas também.

Se calhar não tem é tido o tratamento que merece. Todos os dias, várias vezes ao dia lá vem ela cheirar lá pela "mercearia" no geral e no post da sua obssessão em particular, aquele em que se revê e que aposta ter sido escrito para ela, não tivesse eu mais que fazer por um lado e que bom seria o mundo, por outro se fosse ela a única alma elegívelpara aquele trono.
Que arranjem uma vidinha ou quem lhes passe cartão, fechar o meu não fecho porque me recuso a viver refém de umas quantas idiotas.


Bjos



Tita

mimanora disse...

Sabes que mais é como a Tita diz geninha sem vida.

Obrigado pelo convite e não páres de escrever!

Thunderlady disse...

Se por um lado criei o blog para que todos sem excepção pudesem ler - se assim o quisessem - por outro lado também o criei para ter um escape de tudo o que é conturbado na minha vida.

E precisamente por isso não posso permitir mais interferências. Não ando aqui nem para chatear nem para ser chateada, ando para debater, ler, divertir-me, ajudar, dar aopio, aproximar ou até deposi de conhecer melhor afastar, mas não para envenenar e não tolero que me venham envenenar a mim.

Não é uma guerra de abre-fecha, é preservae o meu espaço, ou pelo menos é assim que vejo.

Escrever? claro!

Nem imaginam como ando a "ressacar" um sushi, ahahah, mas infelizmente não tenho podido memso.


Bjs a todos

I. disse...

Não sei que diga. Não somos obrigados a gostar de toda a gente, mas temos o dever de nos comportar com compostura, educação e respeito.

Um exemplo: Há meia dúzia de blogs que visito só para me divertir com as parvoíces que por lá se escrevem. Dão-me um gozo bestial, porque são de gente muito parva e engraçada, que se acha melhor ou muito especial, e eu, que sou uma voyeur (confesso, pronto), gosto de me deliciar com alguma desgraça alheia. Tenho um fraquinho por observar palermas e narcisistas, coisas minhas. Mas nunca, nunquinha deixei um comentário por esses
blogues. Porque só teria mal para dizer, e para isso não vale a pena.

Aqueles onde comento é porque gosto do que leio, ou das pessoas por trás (embora não as conheça se não daqui). Mesmo que algumas vezes comente para discordar, se o faço é porque é um blogue do qual gosto. Se não gosto da pessoa, da escrita, ou qualquer outra coisa, ou não volto ou só lá vou para me divertir à custa delas. E não percebo gente que alimenta esses ódios e rancores. O ódio e a mesquinhez implícita gastam-nos, moem, não valem a pena.

Fazes bem em preservar-te. Eu faria o mesmo. Ninguém tem que aturar desaforos constantes. E só tenho pena que na net algumas pessoas se sintam à vontade para fazer aquilo que no dia a dia nunca seriam capazes.

Beijinho e abracinho, e desculpa lá o testamento ;)

Noiva Judia disse...

Nunca percebi essa gente que não gostando de algo (neste caso de um blog) insiste em continuar a lê-lo... Sempre achei essas relações amor-ódio muito estranhas.

Aisling disse...

Como deves calcular, tenho andado completamente a leste de tudo isto nos últimos meses. Infelizmente já só leio os blogues a partir do GR e não tenho muito tempo para comentar. Vou-me mantendo mais ou menos a par o que se passa no teu blogue, no da Tita e mais alguns que não dispenso.
Tenho imensa pena que tenhas deixado o teu canto por causa de pessoas maldosas que não têm o que fazer, mas também compreendo que estejas cansada, cansada de pessoas mesquinhas e que queiras um (outro) cantinho só teu em que não tenhas de te preocupar com comentários maldosos e despeitados.
Posso não comentar muito, mas passo sempre em qualquer canto teu. ;)
Um beijinho enorme

Xá é Mr. X disse...

Olha, eu quero ser anónimo. Pronto. Já estou farto delas (topas aqui a terminação feminina?) e até deixei este mundo porque uma coisa é atentarem contra o meu nome (bom ou não, isso..) outra totalmente diferente é atacarem pessoas que são amigas reais ou blogueiras. Aí tem que se pôr um travão. E como este país de merda não tem nenhum conjunto de leis que possibilitem atacar quem ataca, o melhor mesmo é esquecer estas desventuras. Foi o que fiz. Tenho saudades de escrever bacoradas mas também não morro por não o fazer.
Portanto, compreendo-te muito bem.
E toma lá uma bjoka para dar força.

Fatima disse...

Sinceramente acho que não te devias preocupar com essa gentalha. Não merecem o teu tempo nem a tua preocupação.
Deixa-os conspurcar à vontade. São sujos por natureza