terça-feira, 26 de maio de 2009

Será que lhe dei "a volta"?

Diz o vet. para ignorarmos comportamentos indesejados, diz o vet. para recompensarmos comportamentos desejados.

Ontem foi mais um dia em que chegámos a casa e o Sr. Pootchie Nunes tinha-se entretido com o carro de apoio novo, bonito, etc and son on de madeira. Aquilo ainda pesa mas ele não se pareceu importar. Não se partiu com a queda mas o Sr. P conseguiu desfazer-lhe as rodinhas.

Peguei em mim e fui comprar outro tipo de brinquedos. Sacana do cão que detesta brinquedos, nunca gostou. Comprei-lhe umas coisas de corda para ele estraçalhar se conseguir, pelo menos a ver se se entretém a tentar.

O primeiro ainda tentámos aliciá-lo: desde "picá-lo" para lhe chamar a atençao (ok, a resposta foi desprezo total) até esfregar aquilo com salsicha para ganhar cheiro (ok, a resposta foi desprezo quase total...).

Ai é? Ai é? É assim?

O vet. disse que ele tem tendência para atacar as últimas coisas onde mexemos.

TLIM! Ideia!! Jogar pelas regras dele.

Peguei no brinquedinho de ontem, fiz questão de mexer de modo a que ele visse que eu estava a mexer nele mas sem o atiçar, e pendurei-o.

Com o outro que tinha ficado dentro do saco fiz o mesmo mas não o tirei de dentro do saco, pus antes o saco num sítio onde e de um modo que ele sabe que vai fazer asneira mas há-de lá r na mesma: ou assim espero eu.


Espero que a ideia tenha sido brilhante porque já nem tenho casa para pôr a casa nem orçamento para arranjar tudo!

3 comentários:

mimanora disse...

Resultou?

Thunderlady disse...

Nãoooo.

:(

Fatima disse...

Já experimentaste pô-lo numa escola de obediência? Há uma excelente em Tires.