segunda-feira, 11 de maio de 2009

É a crise, é a crise...

Sábado de manhã numa volta pelo meu bairro, sou interpelada:

- Bom dia menina, posso perguntar que nº calça?
- Bom dia (cara de espanto). 36 ou 37...
- Oh, que pena... tenho saqui uns sapatos que comprei ontem mas não me estão bem só que são o 41.
- Pois, que pena, boa sorte então.


Entre o cómico da situação por ser inesperada e inédita (a mim nunca tinha acontecido) e o triste (por testemunhar as dificuldades), dei de frosques dali depressa.

A crise já força as pessoas a irem para a rua vender os seus pertences com desculpas dissimuladas para esocnder a vergonha.

8 comentários:

pensamentosametro disse...

A tal crise que o tal gajo diz que não existe..

No entanto há coisas peculiares nesta crise, a económica, claro, para não falarmos na de valores que é muito mais grave e existe há muito mais tempo.

Quanto à económica, a continaurmos como até aqui..., piores dias virão.


Bjos



Tita

mjf disse...

Olá!
É verdade...há muita miséria encoberta :=)
Triste...

Beijocas
Boa semana

mimanora disse...

:(

Pepper disse...

É verdade...

As pessoas chegam a isto ou a extremos.

Beijos

Cláudia disse...

Caraças a mim serviam..eu tenho pe de principe :)

Daisy Maria disse...

ahah! em mim estavam-me bons xD

Ovinho Estrela(do) disse...

Por acaso emociounou-me este teu post... ao que se chega... :(

Jokito de lágrima no canto do "oio"...

Thunderlady disse...

Cláudia e Disy, osos ver se encontro a senhora ;)

A crise está aí bem instalada, está mesmo.