quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Há comentários* que merecem posts

* O da Noiva Judia



Eu não tenho colegas. Não posso divertir ninguém. Ninguém me diverte. Não converso com ninguém, ninguém conversa comigo. Não chateio ninguém, ninguém me chateia.

Tenho um emprego muito solitário e não gosto.

7 comentários:

Pepper disse...

Que engraçado! Eu só converso com os patrões...

Não tenho nenhum colega a melgar e gosto!!!

hibrys disse...

Credo!!! Não sera o caso de mudar de emprego?!!! Bem os tempos estão dificeis para isso. Eu já tinha cortado os pulsos!

Noiva Judia disse...

Olha, eu já estive nas duas situações: comecei por ter um emprego (que eu detestava) com imensos colegas que parecia que tinham levado uma lavagem cerebral pela empresa. Não podíamos conviver durante o trabalho, porque os chefes estavam instalados mesmo ao pé de nós, para controlar tudo. Logo, a ideia de brincar, divertir e falar com os colegas aí também não se cumpria.

Depois passei 7 anos num emprego onde era só eu a chefe, cada uma em seu gabinete. Eu detestava não ter ninguém com quem ir almoçar e não ter com quem falar.

Saí para outro sítio com mais gente e está-se a repetir a situação do 1º emprego, por isso, nem sei que te diga o que é melhor...

Anónimo disse...

E eu tenho um emprego tão proporcional ao "maravilhoso" mundo das relações humanas e também não gosto assim lá muito...
Exceptuando a parte que envolve os matraquilhos, claro

joko grande

ovo*

Fatima disse...

Não me posso queixar....!

Rui disse...

Em termos de relacionamento com colegas e chefes, não me posso queixar. Mas ficava bastante mais infeliz se assim não o fosse. Passamos demasiadas horas por dia a trabalhar. Não nos sentirmos bem nesse local, é um sacrificio que não se deveria fazer.

Cão Sarnento disse...

Já cantava o génio gay:

"Muda de vida...
Muda de vidaaaa..."