sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Ensaio sobre a Cegueira - o filme

Se tinha gostado para cima de muito do livro gostei para cima de muito da transposição para o cinema.

O livro transporta-nos para um universo inquietante e apocalíptico e estava com curiosidade em saber como é que algumas cenas cruciais estariam representadas na tela.
Sem levantar muito o véu para quem não leu o livro nem viu o filme digo apenas que a intensidade dos sentimentos está lá toda, aliás, na minha opinião o filme transmite na íntegra o que o livro transmite sem precisar de recorrer ao efeito visual que como leitores imaginamos ao ler certas passagens, o que nos permite enquanto espectadores captar toda a carga emocional sem que para isso o realizador tenha recorrido ao choque visual. Está muito bem conseguido.

Não me arrependo de ter esperado por acabar de ler o livro, mas para quem tem relutância em ler José Saramago (seja por não simpatizar com o autor ou por não atinar com a sua forma de escrita) arrisco dizer que é um filme imperdível.

5 comentários:

blackstar disse...

Já sabes a minha opinião! Apenas uma cena ficou aquém das minhas expectativas...

Vekiki disse...

Boa!!! Ainda bem que leste o livro, que foste ver o filme e que nas duas versões ficaste presa à história. Quando me passar esta preguicite mental em que ando também hei-de experimentar lê-lo.
Beijos. Bom fim de semana :-)

eva disse...

Eu li o livro e gostei muito, mesmo que seja bastante "chocante"... Aguardo pelo filme e tb já ouvi mais opiniões positivas! Vamos ver! :)

wednesday disse...

Obrigada pela dica "do quem não quer ler..." ;)

Mas relativamente ao filme, estou curiosa. Pode ser um dos casos em que o filme me leva, dpeois, a ler o livro.

Beijoca :)

João disse...

Para mim foi o filme do ano.

já agora, http://www.youtube.com/watch?v=gbwC7AooEos

lembras-te? :)