segunda-feira, 12 de outubro de 2009

A necessidade incrível de... enfim, secar os outros.

Se por acaso tivesse tido tempo de no liceu o ler como era suposto (e fazia parte do programa e teria acontecido se não tivesse tido diversos professores ao longo do ano) o mais certo seria eu ter chumbado a português já que duvido que conseguisse ler aquilo durante o ano lectivo - pois já sem mais nada para estudar demorei mais de um ano!!.

Não li os Maias, entrei na faculdade, casei, tirei mais uns cursos, trabalho, tenho as minhas contas em dia, gosto de filmes menos comerciais, ouço música menos comercial... que falta me fez aquilo?
Agora digam-me:
porque carga de água é que um livro maçudo como aquele matacão deve ser de leitura obrigatória?
Com tanto livro bom que há por aí e com tanta e crescente resistência dos jovens à leitura porque não cativar em vez de desmotivar?

Caraças! Quase adivinho quem foi consultor do programa de português da minha época.

3 comentários:

hibrys disse...

Ano lectivo? não!!! foi num periodo

Thunderlady disse...

Ein?? Era suposto ler num só periodo? Caraças...!! Ainda pior!

Rita disse...

Pois eu na escola só li um livro obrigatório, "O Mundo de Sofia" e nem sequer foi para a disciplina de português e mesmo só porque até gostei do livro e já li outros do mesmo autor. Os outros obrigatórios tenho lido agora e porque me apetece...
Jokas