quinta-feira, 17 de setembro de 2009

SE eu sou ponderada é porque devia ser mais espontânea, tanto raciocínio sobre as coisas mais parece digestão, devia libertar mais, faz mal ao estômago, faz mal às ânsias!

SE eu liberto devia ser mais ponderada, assim posso ferir os sentimentos de alguém, posso magoar algum(a) coitadinho(o) que é mais santo(a) que os(as) santos(as) [nem imagino que sendo tão santo possa ter-me feito algo que me leve a magoar mas pronto eu sou assim mesmo um horror, olhem do piorzinho mesmo, se fosse samurai andava de espada em riste a cortar cabeças só porque me apetecia. O Príncipe Vlad? Ao pé de mim?? Ó! Um menino de coro!!], posso virar o feitiço contra o feiticeiro olha que assim vais arranjar confusão, dizem-me.

Concluo algo muito simples e que não carece de grandes nem prolongadas observações: faça eu como fizer farei sempre mal. Por isso, entre ser magoada e sair magoada...

2 comentários:

ThunderDrum disse...

Sempre te disse:
Liberta-te!!!

Aisling disse...

Eu sou pelo ponto 2 sempre! Prefiro libertar-me a andar a conter-me e depois rebentar com quem não tem a culpa. E penso o mesmo quando isto funciona contra mim, prefiro que gritem comigo e me digam o que tenham a dizer, do que se andem a conter, sempre. Mas lá está, escorpiões... ;)
Beijinhos