quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Sou má, ya sou mesmo

[Se ser mau é isto então eu não sou má, sou do pior]

Não reencaminho nenhum email de ajuda para criancinhas malformadas, com doenças raras e deformadoras nem de dádivas de sangue nem nada, ya, eu sou mesmo muito má.

[É neste parágrafo que rio maleficamente e reviro os olhos como se estivesse possuída.]

Bem dizem os títulos desses emails coisas como «Se tens coração reencaminha» blá blá blá e coiso e etecétara.

Não reencaminho nada, vai tudo para o lixo e ai (este "ai" muito acentuado, se faz favor) de quem se atreva a duvidar se eu tenho bom coração ou não.

Não sei quem é que é mais estúpido: se quem cria essas correntes para surripar emails e os vender a bases de dados se as pessoas que têm a mania que é por se reencaminharem emails que os 5 cêntimos aparecem ou o dador de sangue extremamente incompatível surge do nada. Ya, estavam tanto os cêntimos como o dador escondidos ali na internet, atrás de um site, olha se calhar estavam a namorar e a fazer mais emailzinhos "hoax"!

Quem quer ajudar e quem realmente tem bom coração [mãos ao alto para pessoas como eu, "fáxavore"] já se inscreveu no CEDACE (mesmo violando as regras por não ter peso adequado) ou vai depositar dinheiro nas contas das ditas pessoas que estão em necessidade. Entre outras coisas e formas de ajudar.

Isto de ajudar alguém dá trabalho, não é estar de cu sentadinho à frente de um ecrã a encaminhar emails. Assim ninguém ajuda ninguém - ou melhor, ajudam-se os vigaristas que se aproveitam de gente autómata e deprovida de encéfalo que acha que já fez mais que a obrigação ao inundar os emails dos outros com lixo.

2 comentários:

Ana Oliveira disse...

Ah Ah Ah

A tonta aqui, quando começou nestas coisas internéticas, achou que cada mail era "muito" pessoal e achava falta de educação não responder às correntes ou não reenviar esses pedidos de "ajuda"!!!!!!!
Depois aprendi que as boas maneiras são coisa de cara a cara ou pelo menos de orelha a orelha e que não reenviar um mail, não só não faz mal, como até a pessoa que o enviou não sabe ou já não se lembra dele, como eu também não...
Agora o meu lixo acumula-se diáriamente e nem reciclagem faço!
Cresci...malcriadamente!

gimbras.nofuturo.com disse...

Uau.
Perfeito.