segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

«(...), O senhor é escritor, tem, como disse há pouco, obrigação de conhecer as palavras, portanto sabe que os adjectivos não nos servem para nada (...)»

«(...), e confiar que o horror do acto, só por si, fosse tão chocante que nos dispensasse de dizer que foi horrível, Quer dizer que temos palavras a mais, Quero dizer que temos sentimentos a menos, Ou temo-los, mas deixámos de usar as palavras que os expressam, E portanto perdemo-los, (...)»


In Ensaio sobre a Cegueira, José Saramago

2 comentários:

Ovinho Estrelado disse...

É o uso excessivo das palavras que nada dizem, que nada fazem sentir...

Digo eu, vá...

Beijoko *

M disse...

Por vezes as palavras estão a mais...